O post de hoje foi inspirado no colega Fabio que me perguntou sobre registro de entrega de EPI frente a uma situação de mudança de função.

Vejamos o que diz nossa amiga NR-06

“6.3 A empresa é obrigada a fornecer aos empregados, gratuitamente, EPI adequado ao risco, em perfeito estado de conservação e funcionamento…

Então, havendo mudança de função, podem haver riscos diferentes.

Então, o procedimento interno da empresa deve prever a verificação junto ao Profissional SST sempre que houver mudança de função.

O Profissional SST deverá verificar quais EPI devem ser usados na nova função.

Se a empresa for bem organizada, já terá pronta uma lista de EPI por função.

Então é só verificar os EPI obrigatórios na nova função, e fazer a adequação conforme o caso.

Aproveite para verificar se os EPI estão na validade e seu estado de conservação.

Havendo necessidade de adicionar algum EPI na nova função (por exemplo, se o óculos de segurança passa a ser exigido), então deve-se fazer o devido registro de entrega.

Afinal…

“6.6.1 Cabe ao empregador quanto ao EPI:”

“h) registrar o seu fornecimento ao trabalhador, podendo ser adotados livros, fichas ou sistema eletrônico. “

E você?

Na empresa onde trabalha ou presta serviço, as mudanças de função fazer um “pit-stop” na área SST ou “passa batido”?

Pense nisso!

Tenha um ESPLÊNDIDO FDS!


Herbert Bento
Herbert Bento

DDS Online é referência quando se trata de diálogos de segurança do trabalho. Sua missão é compartilhar as boas práticas de segurança para que os brasileiros não percam a saúde devido ao trabalho! Quer receber puro "Conteúdo SST"? Entre no Grupo Silenciado Conteúdo SST onde só eu posto puro conteúdo SST de segunda a sexta.