DDS Temas Clássicos

Últimos posts em DDS Temas Clássicos

DDS sobre proteção dos olhos

04/05/2021 | Herbert Bento

Neste DDS vamos lembrá-lo que a proteção dos olhos é um dos pontos importantes na prevenção de acidentes.

A finalidade dos óculos de segurança é proteger a pessoa contra partículas sólidas projetadas e / ou em suspensão.

Em muitos locais de trabalho existem muitos riscos que podem ter como conseqüência a lesão nos olhos.

É por isto, que os óculos de segurança é considerado um EPI básico e, em muitos casos, obrigatório para todo empregado ou pessoa que trabalhe ou transite numa área industrial.

Para ser aprovado os óculos de segurança deve ser confeccionado segundo as normas da ABNT e possuir o CA (certificado de aprovação).

proteção dos olhos

Recomendações sobre o uso e conservação dos óculos:

  • Os óculos devem ajustar-se perfeitamente ao rosto, sem deixar aberturas;
  • A haste ou elástico deve manter os óculos firmes no rosto, porém sem incomodar ou machucar;
  •  Use-o constantemente durante todo o tempo que permanecer no trabalho para o qual for designado;
  •  Ao colocar ou retirar não segure os óculos apenas por uma haste, mas pelas duas ao mesmo tempo;
  • Limpe as lentes somente com tecido ou papel limpo e macio;
  • Não deixe que as lentes tenham contato com qualquer superfície, coloque os óculos com as lentes sempre para cima;
  • Não os guarde ou o carregue nos bolsos traseiros das calças;
  • Não os transporte junto de ferramentas manuais;
  •  Não os abandone junto a fontes de calor;
  • Não os deixe em local onde possam receber respingos de óleo, graxa, ácidos, corrosivos, solventes ou qualquer substância que possam danificá-lo;
  • Não use os óculos com defeitos (falta de proteção lateral, elástico ou haste danificada ou lentes riscadas);
  • Em locais sujeitos a embaçamento das lentes, use o líquido anti-embaçante.

Este DDS sobre proteção dos olhos também pode ser útil para seus colegas de trabalho.

Com tanta conversa a respeito de segurança, algumas vezes nos esquecemos do óbvio.

A segurança é uma questão pessoal.

As máquinas com que trabalhamos pode ter suas proteções, mas se não a usamos, elas não cumprirão seus papéis.

Podemos estar com os nossos óculos de segurança, mas se não usarmos, eles não irão nos proteger.

O que conta a longo prazo é a crença firme de termos de fazer tudo para podermos trabalhar com segurança.

Nós temos de usar o equipamento de proteção individual se quisermos ter um bom desempenho em segurança. Ninguém poderá fazer a segurança por nós.

Suponha que você seja um daqueles que acredita na importância de proteger sua visão em qualquer circunstância e que aja de acordo com esta idéia o tempo todo.

Quando alguém da turma quiser gozar você por excesso de zelo, o que você faz?

Você decide não se envolver e se afasta, ou então dizer a pessoa a razão que faz proteger seus olhos mesmo que o risco seja pequeno.

Talvez com isso você leve a pessoa a refletir e levá-la a chegar na mesma conclusão que você.

Os dispositivos para proteção dos olhos tem sido empregados na indústria há cem anos ! Desde 1910.

Talvez algum de vocês conheça alguém que tenha recebido um ferimento no olho ou que tenha ficado cego por não estar usando óculos de segurança na hora certa.

Algumas partículas podem atingir seus olhos de forma muito violenta, podendo ocorrer a perda da visão.

Vários tipos de óculos de segurança estão disponíveis para proteger seus olhos contra partículas, aerodispersóides, vapores e líquidos corrosivos.

Dependendo da tarefa você pode usar os óculos ou protetores faciais ou máscaras faciais.

A soldagem requer a proteção dos olhos na forma de um capacete para impedir que raios infravermelhos e ultravioletas atinjam seus olhos.

Os soldadores devem usar óculos que protejam contra o arremesso de partículas.

Sempre que houver a presença de partículas em nossas atividades deve-se fazer uso de óculos de segurança.

Você sabe que precisa de apenas uma partícula de esmeril para acabar com sua visão?

Você sabe que o respingo de um produto químico corrosivo é o suficiente para cegar?

Algumas vezes você arranja uma desculpa para não usar óculos de segurança.

“eles atrapalham minha visão“,

“eles são desconfortáveis”,

“eles me fazem ficar ridículo”,

“eles embaçam”.

Essas são as desculpas mais frequentes.

Sempre que a proteção para seus olhos o aborrecer, lembre-se apenas que você não poderá enxergar através de um olho de vidro, ou sempre terá que usar um instrumento para cobrir aquela vista perdida.

A pior desculpa de todas é aquela que diz que o trabalho é rápido, leva apenas 1 minuto.

O acidente leva muito menos. E o transtorno será o resto da vida.

Uma das frases mais usadas é:

“Eu me esqueci“… É usada freqüentemente como desculpa para não usar os óculos.

Porém basta que você se esqueça uma única vez de colocar os óculos para que este esquecimento, esse lapso de memória seja o mais caro em toda a sua vida.

Portanto, faça do uso dos óculos de segurança uma questão de hábito.

Pense no seguinte: não existe uma boa razão para que alguém não proteja os próprios olhos.

A visão não tem preço, assim sendo use a proteção para os seus olhos.

Para aprender mais

Existe uma Norma Regulamentadora (NR) do Ministério do Trabalho que regulamenta o uso dos equipamentos de proteção individual (EPI). Trata-se da NR-06 – Equipamentos de Proteção Individual (link para o Blog da Escola da Prevenção).

Veja também:

Lista dos documentos de segurança do trabalho obrigatórios

Link para as Normas Regulamentadoras Atualizadas

NR-35 Trabalho em Altura – Guia para Iniciantes

Comportamento seguro no ambiente de trabalho

23/05/2020 | Herbert Bento

Neste DDS vamos falar sobre comportamento seguro no ambiente de trabalho.

Nos referimos tanto às normas pré-estabelecidas, bem como nossa conduta perante elas. Para seu conhecimento, a maioria dos acidentes de trabalho ocorridos tem um histórico em comum: O COMPORTAMENTO.

Vamos criar duas situações de comportamento de risco e avaliar cada situação. Nesse DDS a sua participação é fundamental. Leia e siga as instruções.

Caso 1)

Um colaborador da limpeza realizava manutenção de uma sala administrativa: encerava o piso. Quando a cera secou, este, por sua vez, para não marcar o piso com a sola da botina de segurança, retirou a mesma e entrou na sala para colocar os mobiliários nos seus devidos lugares. Ao apanhar uma cadeira de escritório para levar ao seu local original, esta se desmontou vindo a cair no seu pé, causando uma luxação, ficando afastado por 03 (três) dias.

Obs.: Este colaborador recebeu as recomendações de segurança acerca do uso constante da botina e demais EPI’s quando forem exigidos e todos estão registrados e protocolados em ficha de anotação.

  • Qual a sua avaliação diante de tal situação:
  • A lesão poderia ter sido evitada se ele tivesse com a botina?
  • A culpa foi da cadeira que estava danificada?;
  • Ou será que ele não tinha ciência dos riscos que estaria exposto?
  • Foi um ato inseguro ou uma condição insegura?

Registre as suas opiniões nos comentários logo abaixo.

Caso 2)

Uma colaboradora recebera uma recomendação de lustrar uma estante metálica utilizando o brilha inox spray, pois no dia haveria uma visita importante. Um detalhe: Faltavam 15 minutos para o encerramento de seu expediente e ao executar o serviço, a colaboradora não apanhou a luva de látex e os óculos de segurança incolor para executar o serviço.

Qual foi o resultado? Ao utilizar o produto, que é um aerossol, este veio a respingar no seu olho provocando uma ardência insuportável e ela precisou ser conduzida ao hospital ficando afastada por 02 dias devido a uma pequena lesão na córnea.

  • O que dizer desta situação?
  • O que ela fez que desse errado?
  • Será que havia uma forma diferente de executar o serviço?

Registre as suas opiniões nos comentários logo abaixo. 

As duas situações expressam claramente o fator comportamental que a maioria dos trabalhadores tem com relação à sua própria segurança. As empresas têm se esforçado para que a nossa cultura prevencionista seja a mais aguçada ministrando treinamentos, fornecendo ferramentas adequadas e EPI’s de qualidade. Contudo, aplicar estes conceitos e usar os EPI’s e ferramentas adequadamente é responsabilidade sua.

Você pode usar várias desculpas para não usar EPI e pode até dizer que está desmotivado para não querer cumprir com as determinações que lhe são propostas. Agora a questão é:

Se você se acidentar por descumprir um determinado procedimento, quem perderá mais? Você ou a Empresa?

“A sua segurança é bem mais que motivação. É um compromisso com a sua própria vida.”

Baixe a imagem abaixo e compartilhe:

Comportamento seguro no ambiente de trabalho

Gostou desse DDS sobre comportamento seguro no ambiente de trabalho? Então vamos aprender e evoluir juntos!

Veja também: DDS sobre içamento desastroso.

Os riscos do mau uso do ar comprimido

19/02/2020 | Herbert Bento

Neste DDS vamos tratar dos riscos do mau uso do ar comprimido.

Todos nós devemos estar conscientes dos riscos e cuidados a serem tomados nos trabalhos com ar comprimido.

O ar comprimido é muito utilizado nas indústrias e pode ser considerado tão importante como a energia elétrica ou a matéria-prima.

Entretanto por estar comprimido, o ar e também outros gases de uso industrial, como o nitrogênio, requer manipulação delicada e precauções especiais para seu uso, para evitar que seja mal empregado ou sem acessórios como: conexões, manômetros, maçaricos, mangueiras, chave de conexão, válvula corta-chamas.

É importante manter todo este conjunto fixado, antes e após o uso, para que não venha a sofrer quedas.

Muitas vezes ar comprimido é usado de forma inadequada, com a prática de atos inseguros, comuns em áreas de muita poeira, quando o trabalhador utiliza o ar comprimido para limpar a roupa.

Como também nas épocas de muito calor, para se refrescar.

Atos desta natureza poderão acarretar sérias conseqüências a aqueles que ignorarem os preceitos de segurança e venham a cometer estas imprudências.

Não se deve utilizá-lo para limpeza de roupas ou cabelos, pois um jato de ar suficientemente forte de uma mangueira, poderá arrancar um olho de sua órbita, romper um tímpano ou causar hemorragia, como pode também penetrar por um corte ou escoriações na pele e insuflar a carne, causando dor intensa ou uma lesão mais grave.

Se o ar chegar a penetrar em vaso sangüíneo, pode produzir bolhas de ar que irá interromper a circulação do sangue dentro dos vasos sangüíneo. Esta lesão denomina-se embolia por ar.

Jato de ar comprimido, mesmo com pressões baixas, pode arremessar partículas de metais ou outros materiais sólidos que estão na tubulação de ar, a velocidades tão altas, que se convertem em perigo para os olhos e o rosto.

Além disso, o jato carrega muitas impurezas, tais como, partículas de óleo, graxas e outras partículas pequenas.

O jato também pode introduzir impurezas através dos poros da pele, podendo causar sérias doenças.

A equipe DDS Online agradece sua visita.

VÍDEO BÔNUS – DÊ PLAY E ASSISTA

Oficina limpa é oficina segura

19/01/2020 | Herbert Bento

Neste DDS vamos mostrar que uma oficina limpa é uma oficina segura.

Mas como podemos manter nossa oficina limpa e segura?

É só uma questão de um pouco de atenção com a arrumação, com cada um de nós fazendo sua parte.

Uma faxina geral é uma boa idéia.

Toda oficina ou mesmo nossa casa precisa de uma faxina geral ocasionalmente, entretanto a “arrumação, ordenação, limpeza, asseio e disciplina” é mais que isso.

5 S é uma técnica japonesa que significa limpeza e ordem: um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar. Significa também recolher e limpar tudo depois de cada tarefa. Se uma tarefa provocar muita desordem, tente manter a mesma ao nível mínimo, tomando um pouco mais cuidado.

Lixo e óleo incendeiam facilmente. Um incêndio é ruim para a empresa e para nós. Sujeira apenas é material fora do lugar. O óleo que derramou no chão tinha um papel a cumprir na máquina.

O chão é apenas mais uma fonte de risco. Cubra o óleo derramado com material absorvente ou tente coletar quando houver possibilidade para seu reaproveitamento. Com isto você poderá evitar que alguém leve um tombo.

Observe onde você deixa ferramentas ou materiais. Nunca os coloque num chassi de máquina ou numa peça móvel da máquina.

Nunca empilhe coisa em cima de armários.

Observe os espaços sob as bancas e escadas, não deixando refugos e entulhos.

Mantenha portas e corredores livres de obstrução para serem acessados em caso de emergência.

O verdadeiro segredo de uma oficina limpa e segura é nunca deixar para depois o trabalho de limpeza, e arrumação, fazendo-o imediatamente enquanto há pouco trabalho. Vá fazendo a limpeza e a coleta de coisas espalhadas quando concluir uma tarefa ou quando seu turno estiver terminando.

Se você gostou deste DDS, encaminhe-o para seus colegas.

Segurança: essencial para o nosso dia-a-dia

25/08/2019 | Herbert Bento

Qualquer trabalho, mesmo de natureza perigosa, pode ser perfeitamente executado, desde que cuidados necessários sejam observados por todos aqueles que participam do trabalho. A observação, o conhecimento, a identificação das causas dos acidentes: ato ou condição insegura.

As normas de segurança ou regras de segurança não foram estabelecidas para policiar e muito menos para tirar a liberdade dos trabalhadores. Pelo contrário, o que se deseja é ajudá-los a reconhecer os riscos que porventura existam em suas atividades e capacitá-los para realizarem as tarefas com menor possibilidade de acidentes para si e para seus companheiros de trabalho.

É interessante lembrar que, mesmo alguém que passa muitos anos livres de qualquer acidente, basta um segundo para que venha ser afastado do serviço em virtude de uma leve, média ou grave lesão. Muitas vezes o fator tempo é a fração entre a vida e a morte.

LEMBRE-SE:

É preciso TEMPO para colocar um EPI, para fechar um interruptor ou uma válvula, para limpar máquinas, para pegar uma ferramenta adequada, para desligar uma máquina/equipamento antes de dar a manutenção necessária, para arrumar devidamente uma carga, usar uma escada correta, para limpar um óleo derramado, para TREINAR, ORIENTAR, INSTRUIR E CONSCIENTIZAR os colaboradores.

EVITAR ACIDENTES FAZ PARTE DE QUALQUER TRABALHO, SEJA ELE PERIGOSO OU NÃO.

Preservar o meio ambiente é responsabilidade de cada um de nós

25/08/2019 | Herbert Bento

Nos últimos anos, as autoridades mundiais têm chamado a atenção para a gravidade da degradação ambiental.

• De toda a água da Terra, somente 2% é potável.

• 250 milhões de pessoas em 26 países já sofrem com a sede.

• Daqui a 30 anos, 3 bilhões de pessoas em 52 países viverão a escassez de água potável.

• 90% das doenças que conhecemos são veiculadas pela água.

• Para cada R$1,00 investido em saneamento, R$4,00 são economizados em atendimento à saúde! É um negócio que vale a pena!

• Cerca de 80% das florestas naturais do mundo já foram destruídas.

• Diversas espécies de animais e plantas estão ameaçadas de extinção.

• Algumas têm sobrevivido graças aos movimentos de preservação ambiental.

• Papagaio, arara-azul, onça, leão, mico-leão-dourado, lobo-guará, elefante, tucano são algumas das espécies animais em extinção.

• Algumas espécies de árvores em extinção são: Bromélia, Pinheiro do Paraná, Pau-Brasil, Jequitibá, entre outras.

• Os lixos (sujeira despejada no ambiente) aumentaram a poluição do solo, das águas, do ar e agravaram as condições de saúde da população mundial.

O volume de lixo tem crescido assustadoramente. Diante deste quadro, cabe a cada um repensar sua participação na preservação do meio em que vivemos e nas possibilidades que temos de reduzir os impactos do nosso dia a dia na natureza. É o momento de pensar globalmente e agir localmente pois, por menor que seja a nossa contribuição, ela é fundamental.

O cuidado com o ambiente deve começar por nós, em cada atitude, em nossas próprias casas!

Esse DDS foi uma contribuição do nosso leitor Sandro Gomes. Obrigado Sandro por contribuir para o DDS Online. 

Aprenda a ter um infarto

25/08/2019 | Herbert Bento
Pessoal, o DDS Online busca sempre colocar textos novos e inéditos no site. Mas dessa vez vamos fugir a essa regra e publicar um texto que é popular na internet e muito útil para todos, sobre ataques cardíacos. APRENDA A TER UM INFARTO! É muito simples! VAMOS INFARTAR! COM UM POUCO DE ESFORÇO CONSEGUIREMOS! SERÁ QUE VOCÊ QUER TER UM INFARTO? DOZE CONSELHOS PARA TER UM INFARTO FELIZ !!! Fonte: Dr. Ernesto Artur – Cardiologista Quando publiquei estes conselhos ‘amigos-da-onça’ em meu site, recebi uma enxurrada de e-mails, até mesmo do exterior, dizendo que isto lhes serviu de alerta, pois muitos estavam adotando esse tipo de vida inconscientemente. 1. Cuide de seu trabalho antes de tudo. As necessidades pessoais e familiares são secundárias. 2. Trabalhe aos sábados o dia inteiro e, se puder também aos domingos. 3. Se não puder permanecer no escritório à noite, leve trabalho para casa e trabalhe até tarde. 4. Ao invés de dizer não, diga sempre sim a tudo que lhe solicitarem. 5. Procure fazer parte de todas as comissões, comitês, diretorias, conselhos e aceite todos os convites para conferências, seminários, encontros, reuniões, simpósios etc. 6. Não se dê ao luxo de um café da manhã ou uma refeição tranqüila. Pelo contrário, não perca tempo e aproveite o horário das refeições para fechar negócios ou fazer reuniões importantes. 7. Não perca tempo fazendo ginástica, nadando, pescando, jogando bola, tênis ou bolão. Tempo é dinheiro. 8. Nunca tire férias, você não precisa disso. Lembre-se que você é de ferro. (e ferro , enferruja!!. .rs) 9. Centralize todo o trabalho em você, controle e examine tudo para ver se nada está errado.. Delegar é pura bobagem; é tudo com você mesmo. 10. Se sentir que está perdendo o ritmo, o fôlego e pintar aquela dor de estômago, tome logo estimulantes, energéticos e anti-ácidos. Eles vão te deixar tinindo. 11. Se tiver dificuldades em dormir não perca tempo: tome calmantes e sedativos de todos os tipos. Agem rápido e são baratos. 12. E por último, o mais importante: não se permita ter momentos de oração, meditação, audição de uma boa música e reflexão sobre sua vida. Isto é para crédulos e tolos sensíveis. Repita para si: Eu não perco tempo com bobagens. Duvido que voce não tenha um belo infarto se seguir os conselhos acima!!! IMPORTANTE: OS ATAQUES DE CORAÇÃO Uma nota importante sobre os ataques cardíacos. Há outros sintomas de ataques cardíacos, além da dor no braço esquerdo. Há também, como sintomas vulgares, uma dor intensa no queixo, assim como náuseas e suores abundantes. Pode-se não sentir nunca uma primeira dor no peito, durante um ataque cardíaco. 60% das pessoas que tiveram um ataque cardíaco enquanto dormiam, não se levantaram… Mas a dor no peito, pode acordá-lo dum sono profundo. Se assim for, dissolva imediatamente duas Aspirinas na boca e engula-as com um bocadinho de água. Ligue para Emergência (192, 193 ou 190) e diga ”ataque cardíaco” e que tomou 2 Aspirinas. Sente-se numa cadeira ou sofá e force uma tosse, sim forçar a tosse pois ela fará o coração pegar no tranco; tussa de dois em dois segundos, até chegar o socorro. NÃO SE DEITE !!!!  Nota relevante: o DDS Online busca sempre colocar textos novos e inéditos no site. Mas dessa vez vamos fugir a essa regra e publicar um texto que é popular na internet e muito útil para todos, sobre ataques cardíacos. 

Uma pequena introdução a Legislação Ambiental

25/08/2019 | Herbert Bento

A partir da promulgação da Constituição em 1988, ocorreram mudanças profundas no sistema de competências ambientais.

A matéria “MEIO AMBIENTE” passou a ser legislada nos planos federal, estadual e municipal, alguns setores, como, por exemplo, energias nucleares, pólos petroquímicos e transporte, ainda são de competência federal. 

Responsabilidades por danos ao meio ambiente

A lei federal 6.938/81 no seu artigo 14 estabelece a responsabilidade por danos ao meio ambiente, e também as punições a que os transgressores ou responsáveis estão sujeitos.

A mesma lei no artigo 15 estabelece o crime ambiental, que significa colocar em perigo a vida humana, vegetal ou animal ou tornando mais grave uma situação de perigo já existente.  

As penalidades para os crimes ambientais podem variar de 01 a 03 anos de reclusão, além do pagamento de uma multa, a ser estipulada pela justiça.

Além disso, a pena ao infrator pode ser dobrada caso o crime ambiental resulte em dano irreversível à fauna, à flora e ao meio ambiente, lesão corporal grave, se a poluição foi provocada por atividade industrial ou de transporte e se o crime foi praticado durante a noite, em dia de domingo ou feriado.

Também serão responsabilizadas as autoridades competentes que deixarem de promover as medidas necessárias para impedir a prática de crimes ambientais.

Para reflexão:

“Não esqueça a qualidade do meio Ambiente,

está em nossas mãos, basta fazermos nossa parte.”

Esse texto foi gentilmente cedido por nossa leitora Flavia Lopes. Muito obrigado Flavia!

Acidente no Restaurante Filé Carioca na Praça Tiradentes

25/08/2019 | Herbert Bento

No dia treze do mês de outubro de 2011 houve uma explosão de gás no restaurante Filé Carioca na Praça Tiradentes que culminou com a morte de quatro pessoas e mais de uma dezena de feridos.

O restaurante funcionava com alvará provisório, pois a obtenção do definitivo somente se dá com a aprovação dos bombeiros e segundo eles nunca houve o pedido do alvará definitivo. Segundo investigações, a polícia acredita que o gás de cozinha vazou e se acumulou durante toda a quarta-feira, feriado de doze de outubro, quando o restaurante ficou fechado. No retorno ao trabalho na quinta, uma faísca ou cigarro poderia ser a causa da explosão.

Em depoimento, dois funcionários da empresa responsável pela reposição de cilindros de gás no restaurante relataram não contar com um equipamento para medir possíveis escapamentos de gás e que isso era verificado pelo olfato ou pelo velho método da espuma. O dono do restaurante declarou que desconhecia proibição ou qualquer norma contrária ao uso de gás no local.

Muitos acidentes acontecem não por má fé de dirigentes ou funcionários, mas sim pelo desconhecimento de normas e atitudes básicas no dia a dia. Funcionários precisam ficar seguros sobre os procedimentos a serem realizados quando surgem situações não rotineiras, e no caso citado acima, a ausência de conhecimento por parte dos funcionários como também do dono do estabelecimento sobre normas de segurança, fez com que instalações irregulares de cilindros de gás gerassem um acúmulo de gás no local e mesmo sentindo cheiro forte de gás no restaurante, alguns funcionários adentraram no ambiente para iniciar sua rotina de trabalho quando ocorreu a explosão.

Podemos constatar uma série de irregularidades neste caso. Vamos citar aqui apenas algumas relativas à segurança:

1º Ao iniciar uma atividade comercial verificar todas as normas exigidas para o estabelecimento. Existem profissionais para dar toda esta orientação.

2º Não pular etapas, mesmo que haja brecha na legislação, como por exemplo inaugurar seu negócio sem as liberações básicas. Isto poderá trazer “dores de cabeça” futuramente.

3º Quando seu negócio já estiver em funcionamento, iniciar logo o treinamento de seus funcionários passando normas simples de procedimentos de segurança. No caso citado os empregados do restaurante teriam tido outra atitude.

Enfim, ficou constatado que a pressa em se abrir um negócio ou talvez a idéia de se economizar em determinados procedimentos custará ao empresário um valor bem maior.

Momentos de Reflexão

19/08/2019 | Herbert Bento

TRABALHADORES MAIS SEGUROS

Durante o desenvolvimento industrial houveram épocas em que o trabalhador estava exposto a riscos em seu trabalho que nem os supervisores podiam fazer nada para evitá-los. Proteções inadequadas nas máquinas foram às causas de muitos acidentes e mortes.

As condições de trabalho não foram sempre as melhores para a saúde dos trabalhadores. A princípio o ciclo dos equipamentos inseguros e as condições de trabalhos foram responsáveis por trinta e seis por cento de todos os acidentes industriais. Os restos foram causados pelos próprios trabalhadores.

Na atualidade a situação está invertida completamente. As empresas reconhecem a importância da prevenção de acidentes, tanto do ponto de vista humanitário como econômico, e com a consciência dos gerentes temos locais mais seguros para trabalhar e com isto a redução dos acidentes por condições inseguras para cinco por cento. A indiferença, descuido e falta de conhecimento dos trabalhadores que causam os noventa e cinco por cento restantes.

Reflita: com base nessas estatísticas, o que você pode fazer para reduzir os acidentes na sua empresa? Deixe sua resposta logo abaixo, no local apropriado para comentários.

O Comportamento Humano.

Muitas vezes os riscos de acidentes estão relacionados com o comportamento do colaborador. Se temos problemas particulares, seja ele qual for, estamos com a cabeça voltada para o problema e acabamos criando atos e condições inseguras, pois não temos a concentração necessária para executarmos, com segurança, as atividades.

Isso pode nos colocar em risco, assim como nossos companheiros de trabalho. Talvez seja humanamente impossível esquecer dos problemas assim que entramos no nosso local de trabalho, canteiro de obras, escritório, etc, mas temos que fazer esse exercício, custe o que custar, todos os dias que nos depararmos com uma situação dessas. Lembrando que um acidente só viria a aumentar o nosso problema. Vamos deixar o problema do portão/porta para fora.

Pense: o que você costuma fazer para não deixar que problemas pessoais tirem sua capacidade de concentração no trabalho ?

Fundado em novembro de 2008, o DDS Online contribui para a área de Segurança e Saúde Ocupacional através da divulgação de temas para DDS e cursos online.

Nos siga

© 2022 Escola da Prevenção - Herbert B Faria Treinamentos CNPJ 18.768.540/0001-85 Todos os direitos reservados.