Neste DDS vamos conversar sobre manutenção de cabos de aço, que são utilizados em elevação de cargas, transporte, elevadores e etc.

E por sempre trabalharem sob tensão é preciso bastante cuidado ao efetuar sua inspeção.

Considerando esta atividade como especializada.

E é importante que com o conhecimento que vamos passar hoje você estará apto a acionar a manutenção antes que ocorram acidentes.

Antes de mais nada é importante salientar que o uso inadequado dos cabos de aço pode reduzir a vida útil dele e assim gerar riscos a pessoas e equipamentos.

Como manusear um cabo de aço?

Tenha em mente que deverá utilizar cavaletes ou mesas giratórias, pois o intuito é que o cabo permaneça esticado durante a operação.

Evitar nó que provoca uma torção prejudicial.

Os cabos devem estar sempre lubrificados, pois esse procedimento protege contra corrosão e diminui o desgaste por atrito, como por exemplo o atrito com polias e tambores.

Na manutenção de cabos de aço deve-se atentar sempre para a lubrificação, que deve ter as seguintes características:

·      Quimicamente neutro;

·      Ter boa aderência;

·      Viscosidade capaz de penetrar no cabo;

·      Ser estável sob condições operacionais;

·      Proteger contra corrosão;

·      Ser compatível com o lubrificante original do cabo.

Inspeção e sinais de risco

Você nunca pode esquecer da importância da inspeção.

A primeira inspeção deve ser feita no recebimento do cabo.

Esta tem o objetivo de assegurar que o material está em conformidade com o solicitado e que possua certificado de qualidade emitido pelo fabricante.

Após a primeira inspeção serão efetuadas a inspeção visual e a periódica.

A inspeção visual deve ser realizada diariamente nos cabos usados em equipamentos de movimentação de carga e antes de cada uso para os laços.

Essa inspeção consiste em uma análise visual, atendendendo uma lista de requisitos de conformidades para detectar danos no cabo que possam causar riscos durante o uso.

Encontrando alguma irregularidade deverá acionar pessoa qualificada para avaliar o cabo de aço.

A inspeção periódica deve ser efetuada com foco no:

  • tipo de equipamento,
  • condições ambientais,
  • condições de operação,
  • resultados de inspeções anteriores e
  • tempo de serviço do cabo de aço.

Vamos a alguns pontos:

·   Procure por corrosão, desgaste ou torções, encontrando alguma torção o cabo deve ser retirado de serviço e sucateado;

·   Se encontrar fios quebrados visivelmente, deverá ser avaliado por um técnico;

·  Se os olhais, grampos e acessórios fixados ao cabo estiverem danificados é importante substituir;

·  Se houver deformações, que ocorrem principalmente devido ao mau uso ou irregularidade no equipamento, essas deformações podem ocasionar desequilíbrio de esforços e consequentemente a ruptura do mesmo.

Tipos de Deformações

§  Ondulação

§  Amassamento

§ Gaiola de Passarinho (quando ocorre uma folga repentina na tensão)

§  Dobra ou nó

§  Etc.

Diante dessas dicas ainda é preciso cuidar do manuseio e estocagem dos cabos:

·      Manter em local livre de sujeiras e resíduos;

·      Em local de fácil visualização para inspeção e acesso;

Estudem essas dicas e utilizem para deixar seu ambiente laboral mais seguro.

Manutenção de Cabos de Aço é algo muito importante e não pode ser desprezado!

Nos encontramos no próximo DDS!

Dicas de leitura extra:

https://www.cabofercabosdeaco.com.br/inspecao-e-substituicao-dos-cabos-de-aco-em-uso-9

https://cabopec.com.br/conhecendo-melhor-o-cabo-de-aco/


Herbert Bento
Herbert Bento

O DDS Online foi fundado em 2009 e tornou-se referência no ramo de diálogos de segurança do trabalho. A missão do DDS Online é compartilhar as boas práticas de trabalho para que os brasileiros possam voltar sadios para suas famílias depois de um dia de serviço!