Neste DDS vamos conversar sobre a campanha: Dezembro Vermelho, que nasceu com o intuito de promover a conscientização nacional sobre prevenção ao HIV e à AIDS.

A escolha do mês de Dezembro para essa campanha é porque o Dia Mundial contra a AIDS é celebrado no mundo em 1º de Dezembro.

E, acreditem ou não, tem uma lei que ampara essa campanha (Lei 13.504 de 7 de novembro de 2017).

Primeiro vamos entender um pouco do que se trata o HIV e a AIDS.

É muito comum a confusão e achar que são a mesma coisa, mas não é.  

Um leva ao outro.

Mas primeiro vamos conhecer:

O que é o HIV?

HIV é a sigla para vírus da imunodeficiência humana.

HIV é um vírus que se espalha através de fluídos corporais e afeta o sistema imunológico (sistema responsável em defender o corpo contra doenças, vírus, bactérias, etc).

Ou seja, é um vírus para destruir a defesa do nosso organismo.

Resumindo, uma vez contraído o HIV, o corpo não consegue se livrar dele, assim passará o restante da vida com ele (pelo menos até descobrirem uma cura).

O que é a AIDS?

A AIDS é a sigla para síndrome da imunodeficiência adquirida, que ocorre quando o HIV afeta e destrói o sistema imunológico, deixando o corpo incapaz de lutar contra as doenças e as infecções.

Se o HIV não for tratado, resulta na AIDS que pode se tornar fatal.

O HIV tem alguns estágios e pode ser transmitido em qualquer um deles:

  1. Infecção aguda – 2 a 4 semanas depois da infecção pelo HIV, a pessoa pode sentir-se doente e com sintomas similares ao da gripe. Nesse estágio é grande o risco de transmissão pela quantidade de vírus no corpo ser muito alta.
  2. Fase Assintomática ou Sem sintomas – nesse estágio o vírus ainda está ativo, mas a pessoa não apresenta sintomas e nem fica doente nesse tempo.
  3. AIDS – o sistema imunológico está muito danificado e você se torna vulnerável a infecções e cânceres. Aqui o tratamento é para evitar a morte.

Como saber se tem a doença?

Existem, hoje, várias formas de saber essa informação, uma delas é fazer o exame em laboratório.

Mas também existem os auto testes em farmácias, que prometem dar resultados em 10 minutos.

Mas sempre busquem os recomendados pela ANVISA ou procurem um médico.

Como se prevenir?

É simples: primeiramente utilizar dos preservativos durante as relações sexuais, tanto preservativo masculino quanto o feminino.

É importante saber que o governo distribui preservativos masculinos e femininos gratuitamente em toda rede pública de saúde (hospitais, postos de saúde e etc).

Caso não encontre, liga para o Disque Saúde (136).

Mas não é somente na relação sexual que se dá a transmissão.

Qualquer troca de fluido corporal é caminho para a infecção (sangue, esperma, secreção vaginal e leite materno são exemplos).

Então, utilizar seringas e agulhas descartáveis, uso de luvas para manipular feridas e líquidos corporais, são outros exemplos de formas de prevenção

Aproveite o Dezembro Vermelho para divulgar a prevenção a AIDS.

Fonte:

https://unaids.org.br


Herbert Bento
Herbert Bento

O DDS Online foi fundado em 2009 e tornou-se referência no ramo de diálogos de segurança do trabalho. A missão do DDS Online é compartilhar as boas práticas de trabalho para que os brasileiros possam voltar sadios para suas famílias depois de um dia de serviço!