Entres os meses de agosto e novembro de 2019, manchas de óleo atingiram centenas de praias brasileiras. Muitos voluntários estão ajudando na limpeza, mas é importante saber retirar petróleo da praia com segurança. É isso que vamos ver nesse diálogo de saúde e segurança.

Se você mora nas regiões afetadas, ou se conhece pessoas que estão ajudando, ou se simplesmente se importa, então divulgue esse texto do DDS Online para o máximo possível de pessoas.

Na data que esse DDS foi escrito, consta que as manchas de petróleo foram encontradas em mais de 200 pontos, totalizando 77 municípios dos nove estados nordestinos, segundo informações do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Infelizmente, apesar da boa vontade de muitas pessoas em ajudar na limpeza, há alguns relatos de intoxicação. Isso ocorre porque o petróleo é extremamente tóxico.

Então, é importante que os voluntários saibam como retirar petróleo da praia com segurança.

Dicas para retirar petróleo da praia com segurança

  • “Uso de máscaras (principalmente no horário do início da tarde, quando é mais quente, pois no contato com sol o óleo libera vapores altamente tóxicos)”
  • Proteger os olhos, preferencialmente com óculos de proteção (na ausência usar óculos escuros ou de grau)
  • Luvas de PVC (não usar luvas cirúrgicas)
  • Botas (plástico ou outro material impermeável). Não usar tênis, bota de trilha nem ir descalço
  • Usar calças (não usar traje de banho). Se sujar a roupa, ela deve ser descartada
  • Carro de mão para armazenar o material retirado
  • Pás adequadas (de plástico ou inox)
  • Armazenar o material em tambores, bombonas ou tonéis e deixar o material fechado, pois trata-se de material inflamável (não usar saco de lixo de plástico, pois o óleo pode rasgar os sacos). A destinação deve ser definida pelo Ibama e cabe ao município cumprir
  • Ao ver um animal afetado pelo óleo, não o devolva para o mar nem tente fazer procedimento, a não ser uma manobra de emergência para retirar o óleo de vias respiratórias. É importante manter o animal na sombra e hidratado. Procure especialistas, órgãos ambientais ou organizações que podem realizar os procedimentos adequados
  • É complicado retirar o óleo de rochas. Evite subir nestes locais que podem ocasionar quedas. Uma forma de limpar é com jato de água quente, pois é necessário muita força para conseguir extrair o material. Quando o material escoar, use material absorvente, como tecidos ou até biofibras, como fibra de coco que se aderem ao óleo
  • Em situações que o óleo esteja mais fluido, é possível usar materiais absorventes, como tecidos e também fibra de coco.”

A De Martini Ambiental explica que os resíduos do óleo coletado “precisa ter o armazenamento temporário adequado para não gerar novos impactos ambientais”.

Ainda segundo essa fonte: “o certo é armazenar o resíduo em sacos e colocá-los em big-bags, depositados em cima de lonas, acima da linha da maré mais alta.

Fonte:

Fundação SOS Mata Atlântica

Instagram da De Martini Ambiental


Herbert Bento
Herbert Bento

O DDS Online foi fundado em 2009 e tornou-se referência no ramo de diálogos de segurança do trabalho. A missão do DDS Online é compartilhar as boas práticas de trabalho para que os brasileiros possam voltar sadios para suas famílias depois de um dia de serviço!