Em determinados ambientes de trabalho, como a construção civil, devido a sua natureza, você como colaborador poderá ter disponível para seu descanso uma construção chamada alojamentos.

Alojamentos ão locais destinados ao repouso dos operários. E é sobre esse local que se trata esse DDS.

Sempre que há a necessidade (consulte a NR-18) os alojamentos provisórios proporcionam um local de repouso para os trabalhadores nos canteiros de obras. Mas para que mantenham a segurança, existem requisitos a serem obedecidos (NR-24).

Então, além de estarem em bom estado de conservação, com a higiene e limpeza condizente, vamos ao que a NR-24 preconiza.

·      A capacidade máxima de cada dormitório será de 100 operários;

·    Os dormitórios deverão ter suas áreas mínimas dimensionadas de acordo com as camas e armários adotados;

·      Apenas 2 camas na mesma vertical;

·      Deverão ter um pavimento e no máximo dois andares;

·      A área de circulação interna deverá ter largura mínima de 1 metro;

·  As paredes poderão ser construídas em alvenaria de tijolo comum, concreto ou em madeira;

·     Os pisos deverão ser impermeáveis, laváveis e de acabamento áspero, também deverão impedir a umidade de entrar. Não poderá ter saliências ou ressaltos, e o seu acabamento deve ser compatível com condições mínimas de conforto térmico e higiene.

·    A cobertura deverá ter estrutura de madeira ou metálica e as telhas poderão ser de barro ou de fibrocimento, e não haverá forro.

·      Deverá ser provido de iluminação e sua fiação protegida por eletrodutos;

·      Bebedouros de jato inclinado ou equipamento que garanta água potável, filtrada e fresca.

É importante saber que existem instruções gerais de uso:

a. Todo quarto ou instalação deverá ser conservado limpo e ser pulverizados a cada 30 dias;

b. Os sanitários deverão ser higienizados, ou seja, desinfetados diariamente;

c. O lixo recolhido diariamente;

d. E é proibido, nos dormitórios, a instalação de eletrodomésticos e uso de fogareiro ou similares, ou seja, nada de cozinhar dentro.

Em caso de houver pessoas com moléstia infecto-contagiosa no alojamento, este deve ser comunicado ao responsável para que seja efetuado a remoção, pois é sua presença é vedada.

Para a comunicação, é necessário um telefone comunitário ou público instalados em áreas de vivência com os alojamentos.

O cuidado com o local que o colaborador fica para repouso é essencial, pois uma instalação mal projetada, ou descumprindo algumas das regras acima estabelecidas, a probabilidade de ocorrer um acidente que venha a ter resultados fatais é grande.

Vamos aproveitar esses conhecimentos para que a sua segurança e a de seus colaboradores seja a prioridade!

Até a próxima!


Herbert Bento
Herbert Bento

O DDS Online foi fundado em 2009 e tornou-se referência no ramo de diálogos de segurança do trabalho. A missão do DDS Online é compartilhar as boas práticas de trabalho para que os brasileiros possam voltar sadios para suas famílias depois de um dia de serviço!